quinta-feira, 15 de outubro de 2009

(Des)Fazendo


Um dia pensei, como se pensar fosse algo estranho para mim. Como alguém pode de isentar de suas virtudes, como pode um pássaro voar tão alto tocando as nuvens.
Eu que sou desonesto comigo mesmo , me submeti a um distúrbio desonesto a outros, refletido de angustias e cuspindo palavras ao léu. Hoje pensei em querer tomar um suco de laranja, mas não tinha, tomei água mesmo. Hoje o dia está bom para uns que ganham um sonho improvável e ao mesmo tempo insatisfeitos com que fizeram ontem.
Amanhã. Não sei.
Verdades e des-verdades. Dias após dias.
Se (des) FAZ.

3 comentários:

Anônimo disse...

o geovani gostou e disse q tu deveria fazer filosofia

Everton disse...

Não sou tão filósofo assim!

sil disse...

Mazzzzá Nety!!!