segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Aoléu


As vezes penso em um dia querer uma felicidade comum. Pensando bem o mais comum possível, diria algo improvável a uma pessoa qualquer.
Sairia sem rumo, tomaria minhas lágrimas, esqueceria de tudo...tudo.
Correria por florestas totalmente fechadas, tentaria voar.
Pisaria em folhas secas.
Me esgotaria.

Nenhum comentário: