quarta-feira, 25 de maio de 2011

Here Comes The Sun


Seus olhos fechado-abertos, mal conseguia ver o que havia ao seu redor, ainda escuro, virou-se para o lado direito estendeu seu braço e foi tocando os objetos com a ponta dos dedos até encontrar seu despertador, olhou à hora e de súbito levantou-se, estendeu seus braços até onde podiam, seus dedos quase vão ao encontrocom o teto de seu quarto.
Deu alguns passos até o banheiro lavou seu rosto, e novamente se pôs ao seu quarto, botou a primeira camisa que avistou em sua frente, vestiu seu jeans e seus all star preto desbotado.
Na cozinha preparou seu café preto e de um impulso só, bebeu. Pegou sua mochila que já estava a sua espera, para ser carregada em suas costas já curva.
Na rua foi caminhando pensando em como será o seu dia, na parada, à espera do ônibus, prestava atenção nos olhares das pessoas que ali estavam também à espera do ônibus, eram olhares de insônia, alegres, tristes, desconfiados, nervosos.
No ônibus já lotado, não avistou nenhum lugar vazio, o restou ficar em pé. Pela janela avista o movimento do começo do dia, carros, buzina, motos, pessoas correndo por estarem atrasadas, em seu rosto o vento batia.
Via o dia nascer, via o sol despertar e espreguiçar todos seus raios e luzes, na rádio por coincidência ou não, os Beatles cantarolavam "Here Comes the Sun".

"Here comes the sun
And I say
It's all right..."

Assim, começou seu dia.

3 comentários:

Antenado disse...

Começo bem com os Beatles!

Muay Thai Predator/The Vampire disse...

Querido, me segue?

http://errodeinformacao.blogspot.com/

FLOR DO LÁCIO disse...

Maravilhosa, sua crônica. Viajei nela com o Cotidiano de Chico.