segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

E aí se vai mais um ano...

Pois é minha gente, estamos chegando a mais um final de ano. Foi um ano com muitas vitórias, derrotas, choros, risadas, um ano para nunca ser esquecido.

Deixo aos leitores um belo e especial 2012, com
muitas esperenças e sonhos realizados!! :)
Nos vemos no ano que vem com muitas novidades no blog.

Agradeço a todos que viveram comigo este ano, que leram os textos, aos que gostaram, aos que não gostaram,
um forte abraço.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Cadeirantes sem vez.



Certo dia, dentro do ônibus que ia para a universidade, assisti a uma realidade que precisa ser mudada. Um homem a espera do ônibus na parada com uma acompanhante se surpreendeu com a o problema que iria emfrentar, pois, logo percebi que o ônibus não tinha estrutura para locomoção de cadeirantes. Na hora pensei: "e agora, ou ele espera o pròximo ônibus que atenda as suas necessidades ou ele embarca neste mesmo", ele tinha horário marcado para chegar ao médico, foi aí que uns meninos que estavam dentro do ônibus logo se prontificaram a ajudar o rapaz. Uns três rapazes desceram do transporte e um ergueu o garoto de pernas frágeis de sua cadeira, o outro compactou a cadeira, cabendo assim dentro no ônibus. No final ocorreu tudo bem, o menino foi para o seu destino.
Mas mesmo assim pensando, "Por que nem todos os transportes coletivos atendem as necessidades dos deficientes físicos?"
Cabe aí, o governo reever essas questões.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Decadência da música brasileira.

... estava pensando hoje: os compositores de hoje (se é que podemos chamar eles assim) não possuem criatividade nenhuma, hoje fazer música está muito fácil ( também, se é que podemos char isso de música), claro há excessões, mas a maioria só faz "merda", como exemplo é a musica masi escrota que ja ouvi que é a "tcheretchetche", o que é isso???? Cadê a alma de artista destes??? Será que hoje o artista se entrega totalmente a arte, ou será que que fazem qualquer coisa inutil e coloca nos ouvidos das pessoas, e assim se tornar algo clichê e espera é claro, o sucesso alheio.

Fico me pergutando todas essas questões, eu totalmente leigo neste assunto, mas realmente eu não vejo a arte, a obra prima nas composições de hoje em dia.

É por isso que eu idolatro músicos como: Chico Buarque, Marcelo Camelo, Mallu Magalhães, Cazuza entre outros gênios da música brasileira e aos gênios que estão surgindo.