segunda-feira, 4 de junho de 2012

Marcha das Vadias: Luta pela liberdade e igualdade feminina.

O atual papel da mulher, segundo as visões "machistas" são: mulher na cozinha cozinhando para o homem, mulher no tanque, lavando a roupa suja do homem, mulher varrendo, limpando a sujeira do homem. As mulheres de hoje exigem e ainda enfrentam uma certa dificuldade de ter liberdade, não só uma liberdade de ser independente e sim requerem os seus direitos como mulher. Mas você deve estar se perguntando, como que um "cara" faz essa apelação em favor a igualdade feminina? Pois é meu povo, meu lado machista vai contra o machismo superior, repressor e que querem mulheres como cobiça. Sim eu sou a favor da libertação feminina de padrões e situações opressoras da sociedade patriarcal.

Foto: Lucas Figueiredo
É com essas que, em 3 de abril de 2011, na cidade de Toronto no Canadá, foi proclamada a Marcha das Vadias ( Slut Walk ), na qual, protesta contra o conceito de "mulher estuprável". Não, isso não existe! É errado a sociedade dizer "cuidado para não ser estuprada" em vez de "não estupre". Somos livres para usarmos o que quisermos e, principalmente, somos livres de qualquer culpa desse ato. E assim este movimento se espalhou pelo mundo inteiro, não tendo só este conceito como ideologia, e sim, poder ser livre em uma sociedade onde o machismo ainda prevalece.
Foto: Gabriela Belnhak
Recentemente em Santa Maria (RS), foi realizada a passeata, onde mulheres e homens ocupavam o mesmo espaço sem discrepâncias, e sim lutando por uma igualdade entre os sexos, seja homo ou hetero, combatendo as ignorâncias da sociedade. Sem vergonha ou pudor algum, mulheres mostraram seu corpo, com cartazes nas mãos com dizeres 'Meu corpo, minhas regras', clamando por liberdade.
Foto: Maiara Bersch
Esperamos, nós sociedade machista, que isto sirva de aviso para todos nós! Ouviram "homens".



Nenhum comentário: